Ah, dizem que há dias foi o Dia da Poesia. Que ontem morreu um Poeta. Que entre e ontem, muitas crianças e suas familias viram o Poder destruir-lhes a casa.

image

Portanto, ordeiramente, aqui vai, porque em cada português dizem que há um marujo e um poeta.

Não sei,
porém,
contudo,
talvez,
enfim,
talvez,
contudo,
porém,
não sei. ..

Espera
Não sabes ou não queres saber?
Qual porém, qual carapuça
Contudo a tua vida piora
Talvez o quê? Venha o Dom Sebastião?
Com tudo o que sofres,
Ainda dizes: porém…

Não, tu sabes, tens é medo, sentes-te só
e impotente,
e fraco,
e triste
A isso chama-se alienação

Quebra pois as amarras da tua própria servidão.
Comigo, com ela, com os teus iguais.

Livra-te do medo. Luta!

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s