Quando se repopulariza a »cidadania» e populariza-se o termo importa do de «casta» o debte sobre o proletariado é fundamental para quem quer mudar o mundo

Socialismo Revolucionário

Gonçalo Romeiro, Socialismo Revolucionário

Com o crescimento do fenómeno do trabalho precário ou precarizado, tem vindo a debate a questão do precariado. Salientaremos três posições que se têm desenvolvido, e das suas consequências práticas para a organização e luta destes trabalhadores contra a exploração crescente a que estão expostos. A primeira é a de que os trabalhadores precários constituem uma nova classe social, que se relaciona com o mundo laboral e com os meios de produção de forma distinta do “tradicional” trabalhador assalariado: o proletário. A segunda é de que o precariado é o “proletário precarizado”. A terceira, concordando em parte com a segunda, vai mais longe e define o precariado como «a camada média do proletariado urbano constituída por jovens-adultos altamente escolarizados com inserção precária nas relações de trabalho e vida social.», nas palavras de Giovanni Alves, sociólogo de São Paulo, e que por conseguinte o liga a uma…

View original post mais 1.553 palavras

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s