L´obéissance est morte

“Ao contrário do que é habitual em quase todas as reportagens sobre os portos, desta vez quem faz uso da palavra são mesmo aqueles que estão envolvidos directamente no trabalho portuário e não qualquer comentador de serviço que sempre aparece na hora de mistificar as nossas reivindicações e lutas aos olhos da opinião pública.

Estes são alguns dos muitos dirigentes sindicais europeus que, de Norte a Sul, pararam os seus portos durante duas horas, fizeram manifestações de protesto diante das Embaixadas de Portugal espalhadas pela Europa, pressionaram os armadores de navios com dimensão mundial para, neste processo de solidariedade internacional à escala europeia, conseguirmos travar as intenções dos patrões e do governo português.”

Aqui está o trabalho “A Guerra dos Portos”, no qual tive o privilégio de participar e que não seria possível sem os testemunhos do António Mariano, do Jose Carlos Monteiro, do Rafa Egea, do Marc Storms…

View original post mais 38 palavras

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s