imagesLendo os inúmeros post e comentários sobre as eleições autárquicas , assim, à primeira vista, fica-se com a ideia que ideias e projectos contam pouco para estas coisas. Estas eleições, locais que sejam, ainda reforçam a ideia, que isso de programa politico “é muito bonito, mas temos de representar as populações”.

Ah é claro que aqui quem “tem unhas toca guitarra” e o BE obviamente não tem, tendo-as e afiadinhas a CDU.

Mas depois vemos uma vitorioso cabeça de lista comunista a propor criar uma “empresa para captação de investimento (leia-se capita) para criar emprego”.

Uns em namoro com o social-liberalismo da direcção do PS. Outros não saindo dos limites estreitos do sistema, nem que seja como “megafone” de um projecto necessário e radicalmente diferente. Com eles e outros, todos aprendemos, que a resistência, mais dia menos dia, tem de passar a ofensiva.

pontap E aí, queremos ir para onde?

Talvez como primeiro passo, passar as pontes a pé! Mesmo hoje, no 43 aniversário da CGTP, era bom começar a preparar esta caminhada. Que pode ser vista em várias perspectivas, nomeadamente, juntar forças, que rejeitam a troika, unir na esquerda para chamar à esquerda.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s