Devagar,
retomo o dia a dia peregrino.
Hoje,
como ontem,
talvez como amanhã
redesenho
passos sonâmbulos,
voltas bêbadas,
percursos mistério
Ando por aí
procurando
nos outros
o eu que me falta

Devagar
regresso
às coisas que passam
aos espaços que se esfumam
nestes dias de regresso,
sem regresso,
de onde não quero regressar

Anúncios

One thought on “Devagar

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s